Peelings químico, de cristal e de diamante

Você sabe qual a diferença entre peeling químico, de cristal e de diamante?
Do inglês peeling (significa pelar), ele serve para: descamá-la com o objetivo de retirar as células envelhecidas e mortas, que já sofreram a ação do tempo e não estão mais trabalhando como deveriam.

Muito eficaz para remover manchas, cicatrizes da acne e combater a oleosidade excessiva, ele melhora a aparência da pele, que ganha viço e brilho.

O peeling químico, como diz o nome são usadas substâncias químicas para descamar a pele.Ácidos glicólico, retinóico, TCA (ácido tricloroacético), Resorcina, ácido acetilsalicílico, Fenol (ácido fênico), são alguns dos produtos utilizados para esse processo.

O peeling de Crystal, melhora a textura da pele. A descamação é mínima e suave e não traz riscos a exposição solar, indicado para todos os tipos de pele, desde as mais jovens até as mais maduras.

O peeling de diamante consiste na remoção mecânica e controlada da epiderme através de uma caneta com ponta diamante, de várias granulometrias, que desliza sobre a pele promovendo uma esfoliação.O procedimento estimula a produção de colágeno. Segundo os pesquisadores, quanto mais agressivo o método – sem, claro, destruir o tecido da pele – maior o estímulo à produção de colágeno.

Entre em contato e saiba qual o peeling mais indicado para você!